Simpatizantes de Sadr convocam manifestação contra pacto de segurança

BAGDÁ - Os simpatizantes do clérigo xiita Moqtada al-Sadr convocaram hoje várias manifestações para amanhã, a fim de protestar contra o acordo de segurança que está sendo negociado por Bagdá e Washington sobre o futuro das tropas dos Estados Unidos no Iraque.

EFE |

Ahmed al-Masudi, porta-voz deste grupo, disse à Agência Efe que "foram dados todos os passos e tomadas as medidas necessárias para realizar as concentrações, incluindo a obtenção da permissão do Governo".

"As manifestações representarão um apoio à postura do primeiro-ministro, Nouri al-Maliki, contra a presença das forças de ocupação no Iraque", disse Masudi, que ocupa uma cadeira no Parlamento iraquiano.

Este acordo regulamentará a presença das tropas americanas no Iraque a partir de dezembro de 2008, quando termina o mandato concedido pela ONU às forças americanas.

Masudi disse que seu grupo parlamentar tinha rejeitado o convite governamental para participar da reunião mantida na quinta-feira à noite pelos principais líderes, na qual discutiram a minuta do acordo.

Para o deputado xiita, "este pacto tem como objetivo legalizar a presença das forças de ocupação, e o bloco de Sadr insiste em sua rejeição".

Além disso, Hazim Alarayi, um dos dirigentes do grupo, anunciou a criação de um comitê para supervisionar as manifestações de amanhã, durante a qual os manifestantes denunciarão a ocupação e levarão bandeiras iraquianas.

O responsável disse que os participantes da concentração de Bagdá já tinham começado a chegar à cidade.

Leia mais sobre Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG