Caracas, 12 fev (EFE).- Governistas venezuelanos começaram a se aglomerar hoje nos arredores do palácio presidencial, no centro de Caracas, onde esperam ouvir o discurso do presidente Hugo Chávez para comemorar o Dia Nacional da Juventude na Venezuela.

Os adeptos da "Revolução Bolivariana" - proposta por Chávez quando chegou ao poder, em 1999 - vindos de todas as partes do país faziam uma passeata 15h local (17h30 de Brasília) por três lugares do oeste de Caracas para chegar aos arredores do Palácio de Miraflores, sede do Governo, no centro da capital.

A "grande passeata" governista culminará com um discurso do presidente Chávez, que ao meio-dia de hoje presenciou um "desfile cívico-militar comemorativo do 196º aniversário da Batalha de La Victoria e Dia Nacional da Juventude", no estado de Aragua (centro).

Durante seu discurso no evento, Chávez reiterou o repúdio ao imperialismo e à burguesia, assim como a necessidade de aprofundar o processo de mudanças socialistas que impulsiona desde que assumiu o poder há uma década.

O líder venezuelano insistiu nas últimas semanas no aprofundamento do processo que comanda na campanha para as eleições parlamentares do próximo dia 26 de setembro.

Nesse pleito, o Governo quer manter a maioria absoluta que, desde 2005, ostenta no Parlamento unicameral. Caso contrário, disse Chávez, seria "catastrófico" para a "revolução". EFE gf/sa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.