falhas em escândalo de subornos a Governos na Argentina - Mundo - iG" /

Siemens admite falhas em escândalo de subornos a Governos na Argentina

Buenos Aires, 21 dez (EFE) - A empresa alemã Siemens publicou hoje um comunicado na Argentina no qual reconhece que houve falhas nos níveis de direção e supervisão que originaram o escândalo pelo pagamento de subornos a membros dos Governos de Carlos Menem (1989-1999) e Fernando da Rúa (1999-2001). Sentimos muito pelo sucedido, disse a companhia no aviso, que ocupa uma página completa dos principais jornais de Buenos Aires, que hoje também divulgam artigos sobre as denúncias de corrupção que afetam a Siemens na Argentina, nos Estados Unidos e na Alemanha, entre outros países. A empresa admitiu à Comissão de Valores Mobiliários americana (SEC, em inglês) o pagamento de subornos durante os Governos de Menem e De la Rúa, entre outras irregularidades registradas nas filiais da multinacional no exterior. Além disso, no aviso confirmou que acertou com as autoridades americanas pagar uma multa de US$ 800 milhões em troca de que sejam canceladas as acusações por corrupção que contra si em tribunais desse país. Quanto aos fatos relacionados com a Argentina, a Siemens disse que as autoridades americanas só acusaram e a companhia aceitou uma acusação de conspiração pelo contrato para a elaboração de documentos de identidade assinado em 1998, deslindando os projetos desenvolvidos pela companhia desde 2003 em diante. Com base em documentos da Siemens e da SEC, a imprensa argentina publicou que a companhia ofereceu subornos a funcionários argentinos que so...

EFE |

EFE hd/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG