Shimon Peres dá novo prazo a Tzipi Livni para formar governo

O presidente israelense Shimon Peres deu nesta segunda-feira um prazo adicional de duas semanas a Tzipi Livni, líder do partido Kadima, para que forme um governo, indicou a rádio pública israelense.

AFP |

Livni, ministra das Relações Exteriores no governo atual do primeiro-ministro Ehud Olmert, foi à sede da Presidência em Jerusalém para falar a respeito de suas negociações com Shimon Peres, que aceitou seus argumentos, indicou a rádio.

Livni tem no total 42 dias para formar um governo, ou seja, um período inicial de quatro semanas, já concluído, prorrogável por duas semanas.

O pedido de duas semanas adicionais é um ato puramente formal, mas ilustra as dificuldades de Livni para formar sua coalizão de governo.

A formação de centro Kadima (29 deputados) e o Partido Trabalhista (19 deputados) fecharam na semana passada um acordo de coalizão. Outro acordo com o Partido dos Aposentados (7 assentos) deverá ser concluído.

No entanto, as negociações com o partido ortodoxo sefaradita Shass, que com seus 12 deputados daria a Livni uma sólida base parlamentar, permanecem estagnadas.

Livni foi escolhida para liderar o Kadima em setembro, substituindo o primeiro-ministro Ehud Olmert, que deixará o cargo após a formação de um novo gabinete.

Olmert, que anunciou sua renúncia em agosto após ter sido afetado por vários casos de corrupção, se mantém à frente de um governo de transição.

ChW/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG