Shell tira 185 pessoas do Golfo do México por ameaça da tempestade Dolly

A companhia de petróleo anglo-holandesa Shell começou a tirar 185 pessoas de suas instalações do Golfo do México, para onde se dirige a tempestade tropical Dolly, indicou nesta segunda-feira em seu site.

AFP |

A Shell destacou que sua produção não deve ser afetada.

"Dadas as previsões sobre a tempestade tropical, a Shell começou a evacuar o pessoal de algumas de suas instalações no oeste do Golfo do México", indicou a companhia.

As 125 pessoas foram retiradas domingo, e 60 devem sair nesta segunda-feira, acrescentou.

"Não prevemos nenhuma perturbação da produção da Shell no Golfo do México", afirmou a companhia.

A Shell explora 459 concessões na zona, para uma produção média de 370.000 barris por dia de petróleo e de gás, ou seja 80% de suas capacidades nos Estados Unidos.

Segundo o serviço meteorológico americano (NHC), Dolly, a terceira tempestade tropical da estação, deixou a península de Yucatan (México) e "vai aproximar a costa oeste do Golfo do México até quarta-feira".

Ela pode se tornar um furacão daqui a terça-feira, acrescentou o NHC num boletim.

O Golfo do México concentra aproximadamente um quarto das instalações petroleiras americanas.

gmo/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG