Shass rejeita condições de Livni para formar governo

A direção do partido ultraortodoxo israelense Shass anunciou nesta sexta-feira que não aceita as condições impostas por Tzipi Livni para participar de seu governo, comprometendo desta maneira a formação do gabinete.

AFP |

A decisão foi tomada pelo líder espiritual do Shass, o rabino Ovadia Yossef, 87 anos, após consultar o Conselho de Sábios da Torah, a instância suprema do partido, informaram fontes do Shass.

Na quinta-feira, Livni, líder do partido Kadima, que governa Israel, deu um ultimato aos aliados potenciais, entre eles o Shass, ao estabelecer domingo como prazo final para formar o governo de coalizão. Em caso contrário, o país deve realizar eleições antecipadas no início de 2009.

ms/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG