Seul renuncia busca de desaparecidos, após naufrágio de embarcação de guerra

Seul, 4 abr (EFE).- A Marinha sul-coreana renunciou à busca dos 45 militares desaparecidos há nove dias no naufrágio de um navio de guerra no Mar Amarelo (Mar Ocidental), perto da fronteira marítima com a Coreia do Norte, informou hoje a agência sul-coreana Yonhap.

EFE |

Após o desastre, ocorrido por causas ainda desconhecidas, foram resgatados com vida 58 dos 104 tripulantes da embarcação, enquanto o corpo de um deles foi encontrado este sábado. Os outros estão desaparecidos.

Os trabalhos se centrarão agora em recuperar o "Cheonan", uma corveta de 1.200 toneladas que ficou partida em dois por causa de uma explosão que, segundo as autoridades sul-coreanas, poderia ter sido provocada pela detonação de explosivos que transportava, pelo choque com uma mina ou por um torpedo.

"A operação de busca e resgate dos marinheiros desaparecidos foi suspensa na noite do sábado por pedido das famílias", disse um oficial da Marinha citado pela "Yonhap". EFE ce-mic/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG