Seul pede mais esforço internacional contra pirataria na Somália

Seul, 9 jun (EFE).- A Coreia do Sul pediu hoje à comunidade internacional que impulsione seus esforços para combater a pirataria no litoral da Somália, onde vários países já estabeleceram medidas de proteção a seus navios, informou a agencia local Yonhap.

EFE |

"A comunidade internacional deverá manter o impulso aos esforços conjuntos para alcançar uma solução definitiva à pirataria", disse o vice-ministro de Exteriores sul-coreano, Shin Kak-soo, na abertura de um fórum internacional sobre a pirataria da Somália, em Seul.

Em seu discurso, o vice-ministro sul-coreano ressaltou a gravidade da situação vivida nas águas somalis, onde no ano passado foram cometidos aproximadamente 110 ataques por piratas, número que se multiplicou por quatro durante os últimos três anos.

Este encontro de dois dias, organizado por Coreia do Sul, Japão e a Organização Marítima Internacional (OMI), conta com a participação de mais de 80 analistas e representantes de 30 países e de organismos internacionais.

A Coreia do Sul enviou em março à costa somali uma embarcação de guerra e um helicóptero anti-submarino, para participar da iniciativa multinacional liderada pelos Estados Unidos para combater a pirataria na região.

Seul decidiu fazer parte desta missão de proteção internacional depois de vários pesqueiros sul-coreanos terem sido sequestrados nos últimos anos por grupos armados somalis. EFE ce/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG