Seul e Moscou pedem reatamento do diálogo multilateral com Pyongyang

Seul, 8 set (EFE).- O enviado russo para tratar da crise nuclear com a Coreia do Norte, Grigory Logvinov, ressaltou hoje em Seul a necessidade de encontrar uma solução para retomar as conversas multilaterais sobre a desnuclearização da Coreia do Norte, informou a agência sul-coreana Yonhap.

EFE |

"É muito importante encontrar soluções aceitáveis para todas as partes que nos permitam negociar", afirmou Logvinov em reunião com seu colega sul-coreano, Hwang Joon-kook.

As conversas para o desarmamento nuclear do regime norte-coreano foram suspensas em dezembro do ano passado, pela rejeição de Pyongyang às sanções do Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) pelo lançamento de um foguete de longo alcance em abril.

O representante sul-coreano por sua parte falou da necessidade de reforçar a coordenação entre os cinco países que dialogavam com Pyongyang - Coreia do Sul, EUA, Japão, China e Rússia - para retomar estas negociações e que Pyongyang abandone seu programa nuclear.

Hwang manifestou seu desejo que se debatam várias vias para chegar a uma desnuclearização completa do país com regime comunista.

O enviado russo chegou ontem a Seul em uma visita de três dias para manter consultas com as autoridades sul-coreanas e deve reunir-se também com o máximo negociador sul-coreano no diálogo nuclear, Wi Sung-lac.

Além disso, Logvinov se reunirá hoje em Seul com o enviado americano, Sung Kim, que junto com o enviado especial dos EUA para Coreia do Norte, Stephen Bosworth, se reuniu com seus interlocutores em Pequim, Seul e Tóquio. EFE ce/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG