anunciada na quarta pelo Executivo de Pyongyang em protesto contra a gestão do Governo conservador de Seul." / anunciada na quarta pelo Executivo de Pyongyang em protesto contra a gestão do Governo conservador de Seul." /

Seul defende diálogo com Pyongyang para manter fronteira aberta

SEUL - A Coreia do Sul pediu hoje à Coreia do Norte que mantenha um diálogo para evitar o fechamento de sua fronteira comum, http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/11/12/coreia_do_norte_anuncia_fechamento_de_fronteira_com_coreia_do_sul_2109197.html target=_topanunciada na quarta pelo Executivo de Pyongyang em protesto contra a gestão do Governo conservador de Seul.

Redação com agências internacionais |

Acordo Ortográfico

Segundo a agência sul-coreana "Yonhap", Seul expressou hoje seu profundo pesar pela ameaça de Pyongyang de fechar a fronteira a partir de 1º de dezembro, em mensagem de resposta ao anúncio da Coreia do Norte.

O Ministério da Defesa sul-coreano pediu à Coreia do Norte que trabalhe pela "prosperidade, a coexistência e a melhora das relações" entre os dois países "mediante um diálogo e cooperação".

AP

Posto de fiscalização na fronteira entre as duas Coreias


Além disso, pediu que Pyongyang realize um encontro para discutir o "fornecimento de material de comunicações e outros equipamentos para modernizar as linhas de comunicação militares da Coreia do Norte".

A Coreia do Norte assegurou que toda a responsabilidade pela deterioração das relações intercoreanas recairá no Sul, e que o futuro das relações entre os dois países dependerá da postura de Seul.

Acesso proibido

O Exército norte-coreano anunciouna quarta-feira que Pyongyang vai limitar "estritamente" as entradas em seu território pela fronteira a partir de 1º de dezembro, acesso que atualmente já é extremamente restrito, segundo informou a imprensa oficial norte-coreana na quarta-feira.

O Exército norte-coreano advertiu às autoridades sul-coreanas que as medidas, que pretendem "restringir estritamente e interromper a passagem terrestre através da linha de demarcação militar, serão efetivas a partir de 1º de dezembro.

O comunicado em inglês deixa a dúvida se a entrada será totalmente interrompida ou muito limitada.

Uma proibição da passagem pela fronteira significaria o fechamento de fato do complexo industrial de Kaesong, situado na Coreia do Norte, pouco além da fronteira e financiado pela Coreia do Sul.

O anúncio foi feito depois de meses de tensão entre as duas Coreias, com ameaças de Pyongyang de expulsar todos os sul-coreanos de Kaesong.

Leia mais sobre Coreia do Norte - Coreia do Sul

    Leia tudo sobre: coréia do nortecoréia do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG