Seul anuncia medidas legais contra manifestantes chineses

Os incidentes provocados por estudantes chineses durante a passagem da tocha olímpica por Seul, no domingo passado, feriram o orgulho nacional da Coréia do Sul, o que exige medidas legais e diplomáticas, disse nesta terça-feira o primeiro-ministro sul-coreano, Han Seung-Soo.

AFP |

"São necessárias medidas legais e diplomáticas, porque os incidentes feriram consideravelmente o orgulho nacional", afirmou Han em uma reunião com o governo, segundo a agência Yonhap.

A indignação é grande na Coréia do Sul, onde estudantes chineses atacaram sul-coreanos que protestavam no domingo contra a política de direitos humanos de Pequim.

"É realmente lamentável que estrangeiros realizem protestos violentos e ilegais", disse na reunião do gabinete o ministro da Justiça, Kim Kyung-Han.

"O ministério da Justiça tratará com severidade os responsáveis, independentemente de sua nacionalidade".

O governo sul-coreano expressou nesta segunda-feira seu "grande pesar" ao embaixador da China pelo comportamento dos estudantes chineses durante a passagem da tocha olímpica.

ckp/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG