Seul acredita que Pyongyang começou a enriquecer urânio

Seul - O Governo sul-coreano acredita que a Coreia do Norte está iniciando o processo de enriquecimento de urânio para construir armas nucleares, afirmou hoje o ministro da Defesa, Lee Sang-hee, segundo a agência Yonhap.

EFE |

O titular da Defesa sul-coreano assegurou a parlamentares que "parece certo que está acontecendo o enriquecimento de urânio para obter uma bomba nuclear", informou a "Yonhap".

Após a nova resolução de condenação do Conselho de Segurança das Nações Unidas à Coreia do Norte por realizar um segundo teste atômico, o regime comunista ameaçou abrir uma nova via em sua corrida nuclear e começar a enriquecer urânio, além de utilizar todo o seu plutônio para armas.

Até o momento, a Coreia do Norte tinha se centrado em desenvolver técnicas com plutônio, muito mais barato, mas menos efetivo em termos armamentos.

"O enriquecimento de urânio pode acontecer em um espaço tão pequeno como os 600 metros quadrados, por isso é mais fácil de esconder que o reprocessamento de plutônio", disse Lee.

A Coreia do Sul acredita que o regime de Pyongyang possui cerca de 40 quilos de urânio, suficientes para fabricar pelo menos seis bombas atômicas.

Leia mais sobre: bomba atômica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG