Seul acredita que ameaça de míssil norte-coreano é arma de pressão

A Coreia do Norte pode utilizar a ameaça do lançamento de um míssil como uma arma de pressão nas negociações sobre o fim de seu programa nuclear, afirmou o presidente sul-coreano, Lee Myung-bak.

AFP |

"Uma das coisas que sabem fazer muito bem é negociar com os demais", declarou o presidente sul-coreano en Canberra, em uma entrevista coletiva após uma reunião com o primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd.

"Tentamos retomar as negociações a seis sobre o fim do programa nuclear da Coreia do Norte, e por isso o regime comunista pode estar tentando reforçar sua postura diante dos interlocutores, completou.

"Isto explicaria porque decidiram continuar ameaçando com um teste de míssil".

Pyongyang anunciou semana passada que pretende lançar um "satélite", apesar das advertências de Seul e Washington, que temem que a operação inclua um míssil de longo alcance.

lb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG