Sete soldados da Otan morrem no Afeganistão

Sete soldados da Otan morreram, dos quais três franceses e dois norte-americanos, em combate ou acidentalmente, nas últimas 24 horas no Afeganistão, anunciaram neste domingo a Otan e as autoridades francesas.

AFP |

"Três soldados da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) morreram (...) no sul do Afeganistão", indicou a Isaf.

O primeiro incidente foi registrado no sábado com a morte de um soldado norte-americano que não resistiu aos ferimentos depois de ter sido atingido por uma mina caseira.

Um segundo norte-americano morreu em combate durante um ataque dos insurgentes, no sul.

Um militar britânico morreu neste domingo na explosão de uma bomba artesanal em Helmand (sul), província mais violenta do país, segundo Londres.

Enquanto isso, três soldados franceses morreram acidentalmente, vítimas de uma violenta tempestade durante uma operação na noite de sábado para domingo na província de Kapisa (leste), anunciou a Presidência francesa e o Estado-Maior.

Um deles foi fulminado por um raio e os outros dois se afogaram em um rio, de acordo com o almirante Christophe Prazuck, do Estado-Maior francês.

Neste domingo, outro soldado francês morreu quando seu veículo blindado caiu em um barranco no distrito de Surobi, vizinho da província de Kapisa. Outros cinco soldados franceses ficaram feridos, alguns com gravidade.

Neste domingo de manhã, quatro civis morreram no oeste do Afeganistão na explosão de um carro-bomba na passagem do comboio do ministro da Energia afegão, Mohamad Ismail Khan, que escapou ileso, anunciaram as autoridades afegãs.

O ataque foi registrado às 08h30 (01h00 de Brasília) na cidade de Herat, capital da província de mesmo nome.

"Quatro pessoas, entre elas uma mulher e uma criança. Dezessete pessoas ficaram feridas", declarou à AFP Abdul Rauf Ahmadi, porta-voz policial para o oeste do país.

kat/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG