Sete soldados da Otan morrem em ataques no Afeganistão

Mais de 600 soldados das tropas internacionais já morreram neste ano no Afeganistão, segundo site independente

EFE |

Sete soldados da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) morreram em vários ataques de militantes no leste e no sul do Afeganistão durante as últimas horas, segundo informação atualizada nesta segunda-feira pela Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) da organização.

AP
Equipe do Exército caminha através da neblina em base aérea de Delaware, nos EUA, após carregar caixão de soldado americano morto no Afeganistão
Em nota, a Isaf informou da morte de dois militares das tropas internacionais em um "ataque insurgente" no domingo no leste afegão, embora não tenha informado o local exato do incidente.

Na mesma região do país centro-asiático, outros rês soldados foram mortos em uma ação similar, segundo explicou a força militar em outro comunicado. "A política da Isaf é pôr em mãos das autoridades nacionais pertinentes os procedimentos de identificação", afirmou a organização em sua nota.

Além disso, outros dois soldados da Otan morreram no sul do Afeganistão pela explosão de bombas colocadas em estradas.

O ano de 2010 está sendo o mais sangrento para as tropas internacionais posicionadas no Afeganistão desde a queda do regime Taleban depois da invasão do país pela coalizão militar liderada pelos EUA, em 2001.

Segundo dados de um portal independente na internet, que não inclui as baixas confirmadas nesta segunda-feira, neste ano morreram 643 soldados, com o que já são mais de 2,2 mil militares mortos desde a chegada das tropas estrangeiras.

    Leia tudo sobre: afeganistãomortesisafotaneua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG