As autoridades venezuelanas prenderam 11 pessoas, sendo sete policiais e quatro civis, suspeitos de envolvimento na profanação da principal sinagoga de Caracas, em 31 de janeiro, informou a Procuradoria, em nota divulgada neste domingo.

Uma detetive do Corpo de Investigações Penais e Criminalísticas (CICPC), cinco oficiais da Polícia Metrolitana (PM), um subinspetor da Polícia de Caracas e quatro civis "foram detidos durante batidas realizadas no sábado e na madrugada deste domingo, em diferentes zonas de Caracas", acrescentou o texto.

Os detidos serão apresentados à Justiça, nas próximas horas.

pt/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.