Sete pessoas morrem na Nova Zelândia quando faziam rafting

Sydney (Austrália), 16 abr (EFE) - Seis estudantes e um professor morreram afogados ao ser arrastados pela correnteza de um rio quando faziam rafting na Nova Zelândia, informou hoje a imprensa local.

EFE |

Outros quatro estudantes e um professor sobreviveram à tragédia, que ocorreu segunda-feira no rio Mangatepopo, no Parque Nacional de Tongariro, na ilha do Norte do país do Pacífico.

As equipes de salvamento indicaram que os excursionistas se viram em dificuldades em um barranco, quando foram surpreendidos por uma tempestade que fez subir rapidamente o nível das águas do rio.

Segunda-feira à noite foram resgatados os corpos de cinco dos mortos e outros dois foram recuperados hoje de madrugada, enquanto o resto conseguiu ser resgatado com vida, assinalou a agência local "NZPA".

Os dez estudantes e dois professores participavam de um curso no Centro Edmund Hillary, da pequena localidade de Turangi, junto com outros 30 estudantes de um instituto de Auckland.

O grupo fez segunda-feira uma excursão para praticar rafting e, no final do trajeto, dez dos estudantes e dois professores não apareceram, pelo que iniciaram sua busca. EFE mg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG