Sete peregrinos xiitas assassinados no Iraque

Homens armados mataram neste domingo um grupo de sete peregrinos que seguiam a pé para Bagdá para participar de um dos mais importantes eventos do Islã xiita, a comemoração da morte do imã Mussa al-Kadhim, informaram fontes médicas e policiais.

AFP |

Os sete mortos, que vinham da cidade de Al-Suayrah, 50 km ao sul de Bagdá, foram atacados na cidade de Al-Madin, disse a polícia.

Um médico de um hospital de Bagdá confirmou ter recebido os corpos de sete homens.

Os peregrinos estão chegando a Bagdá para recordar a morte do imã Mussa al-Kadhim, o sétimo imã do Islã xiita, morto há 12 séculos.

Um milhão de pessoas devem vir à capital iraquiana para participar do evento. As medidas de segurança foram reforçadas para prevenir eventuais atentados.

As medidas são particularmente drásticas na mesquita de Kadhimiyah, onde está enterrado o imã Kadhim, que já foi alvo de ataques no passado.

Em 31 de agosto de 2005, quase mil pessoas morreram em um movimento de pânico numa ponte de Bagdá, provocado por rumores sobre a presença de terroristas na multidão. Pouco antes, um ataque com morteiro contra a mesquita havia deixado sete mortos.

sf/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG