Sete imigrantes africanos morrem afogados no mar do Iêmen

Sana, 24 mai (EFE).- Sete imigrantes africanos morreram afogados na quinta-feira passada frente às costas iemenitas, depois que a tripulação do navio no qual viajavam para o Iêmen os obrigaram a se jogar no mar, informaram hoje meios de imprensa locais.

EFE |

Segundo as fontes mencionadas, um total de 123 refugiados, a maioria provavelmente somalis e etíopes, embora não tivessem documentação, conseguiram chegar nadando à praia na região de Hesn Balid, localizada na província de Ebien, no sul do Iêmen.

Os sete cadáveres foram arrastados pelas ondas para o litoral da área.

O jornal local "Al Iyam" publicou em sua edição de hoje que 15 mulheres e quatro crianças viajavam a bordo da embarcação.

Informou, além disso, que veículos da Alta Delegacia das Nações Unidas Para os Refugiados (Acnur) transportaram 119 sobreviventes para um centro de ajuda aos refugiados, situado na província de Chebua.

No último dia 6, a Acnur informou em comunicado que, no primeiro quadrimestre de 2008, um total de 361 imigrantes africanos perdeu a vida ou desapareceu no mar enquanto tentavam chegar à costa iemenita.

A nota precisou, além disso, que nesse período cerca de 15.300 imigrantes conseguiram chegar em terra através do estreito de Áden a bordo de 324 navios de traficantes.

O comunicado lembrou também que nos quatro primeiros meses do ano passado um total de 7.166 imigrantes ilegais chegou à costa iemenita em 60 balsas.

O Iêmen, país mais pobre da península Arábica, recebe atualmente ao redor de 90.000 refugiados, em sua maioria somalis que abandonaram seu país empurrados pela pobreza e pelos conflitos armados que castigam a região. EFE ja-aj/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG