Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Sete guerrilheiros de grupo fundamentalista morrem na Caxemira indiana

Nova Délhi, 28 nov (EFE).- Sete guerrilheiros do grupo fundamentalista caxemiriano Lashkar-e-Toiba (LeT) morreram em duas emboscadas diferentes na Caxemira indiana, informou hoje a agência Ians.

EFE |

Cinco dos combatentes morreram depois que a Polícia do estado indiano da Caxemira cercou na quinta-feira à noite a aldeia de Sumbler, após receber informação sobre presença guerrilheira na área.

"Pedimos ao grupo de militantes que se rendessem, mas abriram fogo sobre as tropas, iniciando uma emboscada com tiroteios que só terminou hoje à tarde", informaram fontes policiais locais.

Como resultado da troca de tiros, cinco combatentes fundamentalistas morreram. As tropas da Polícia saíram ilesas.

Em uma segunda emboscada na localidade de Panzgam, a 38 quilômetros de Sumbler, morreram dois guerrilheiros que, segundo fontes de segurança, também pertenciam ao grupo LeT.

Um dos terroristas capturados ontem em Mumbai pelas forças de segurança indianas, um paquistanês identificado como Ajmal Amir Kamal, disse ser membro do LeT, informou uma fonte oficial citada pela agência "PTI".

No entanto, o Lashkar-e-Toiba, principal grupo armado separatista caxemiriano, negou sua relação com a série de ataques sofridos pela cidade de Mumbai desde quarta-feira à noite, cuja autoria foi atribuída, até agora, pelo desconhecido grupo Deccan Mujahedin. EFE ss/an

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG