Servo-kosovares protestam contra instalação de postos entre Sérvia e Kosovo

Zagreb, 25 ago (EFE).- Centenas de servo-kosovares protestaram hoje, na cidade de Zubin Potok, contra a instalação de postos fronteiriços entre o Kosovo e a Sérvia, assim como contra a Missão da União Européia no Kosovo (Eulex, na sigla em inglês), que assumirá a supervisão da Polícia, da Justiça e das alfândegas na região.

EFE |

Segundo a agência de notícias sérvia "Tanjug", os manifestantes exibiram cartazes com palavras de ordem como "Kosovo é Sérvia", "Stop Eulex" e "Não queremos fronteiras e alfândegas".

O motivo do protesto foi a instalação pela Polícia do Kosovo de câmeras de controle perto de Zubin Potok, na passagem de Brnjak com a Sérvia, cujo objetivo, segundo o presidente do município, Slavisa Ristic, é instalar a alfândega.

"A Eulex é ilegal e contrária ao direito internacional, já que não foi aprovada pelo Conselho de Segurança da ONU", declarou Ristic.

Ele advertiu que sua comunidade nunca permitirá que a Missão das Nações Unidas no Kosovo (Unmik, em inglês), a Força para o Kosovo (KFOR, da Organização do Tratado do Atlântico Norte) e a Polícia local estabeleçam uma fronteira entre o Kosovo e a Sérvia.

O porta-voz da Polícia do Kosovo, Veton Elsani, disse que as câmeras são para um controle policial, e não estão relacionadas à alfândega.

Após o Kosovo proclamar sua independência de Belgrado em fevereiro, os sérvios dessa região de maioria albanesa destruíram dois cruzamentos administrativos com a Sérvia para impedir a construção de passagens fronteiriças.

O porta-voz da Unmik, Alexander Ivanko, explicou à Agência Efe que as outras quatro passagens entre o Kosovo e a Sérvia estão funcionando normalmente, com controles alfandegários e de passaportes.

Ivanko confirmou que o protesto de hoje em Zubin Potok aconteceu sem incidentes.

A Unmik e a KFOR administram o Kosovo desde a guerra de 1999, mas a missão da ONU anunciou que reduzirá em 30% seu pessoal na região até o final do ano.

Até agora, mais de 45 países já reconheceram a independência do Kosovo, inclusive os Estados Unidos e maioria dos membros da União Européia (UE). EFE vb/wr/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG