Sérvia restitui embaixadores nos países que reconhecem Kosovo

Belgrado, 9 out (EFE).- O Governo sérvio decidiu hoje restituir os postos de seus embaixadores que havia retirado de todos os países que reconheceram a independência unilateral do Kosovo.

EFE |

O objetivo é prosseguir com as atividades diplomáticas de preservação da integridade territorial da Sérvia, explicou o Governo de Belgrado por meio de comunicado oficial.

Ontem, a Assembléia Geral da ONU aprovou o pedido sérvio para consultar a Corte Internacional de Justiça (CIJ) sobre a legalidade da declaração de independência do Kosovo.

A nota do Governo sérvio destaca que a decisão se dá porque a Assembléia Geral da ONU aprovou ontem a iniciativa sérvia para que a Corte Internacional de Justiça (CIJ) se pronuncie sobre a legalidade da proclamação de independência do Kosovo, em fevereiro passado.

Em julho, a Sérvia já havia restituído aos postos os embaixadores de países da União Européia (UE) que reconhecerem a independência kosovar, e hoje decidiu estender a medida às demais nações.

O Kosovo, de maioria albanesa, se autoproclamou independente em fevereiro, mas a Sérvia segue considerando território kosovar como sua província inalienável e classifica a proclamação unilateral uma violação do direito internacional.

Até agora 49 países reconheceram o Kosovo, a maioria deles ocidentais, como os EUA, e uma grande parte dos países da UE.

Belgrado, porém, considera que o apoio que recebeu da maioria dos países na Assembléia Geral da ONU freará o processo de reconhecimento do Kosovo até que se produza uma decisão da CIJ.

Durante a assembléia, 77 votaram a favor da proposta sérvia, enquanto 74 se abstiveram e apenas seis foram contra.

No entanto, hoje Montenegro - outra república da finada Iugoslávia e que formou um único país junto com a Sérvia até 2006 - se somou ao grupo dos países que reconhecem o Kosovo, e há indícios que a também ex-iugoslava Macedônia podefazer o mesmo em breve. EFE sn/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG