Sérvia nega que Kosovo seja Estado

Belgrado, 14 fev (EFE).- O presidente sérvio, Boris Tadic, declarou hoje que, um ano depois da proclamação unilateral da independência do Kosovo, todos têm clareza de que o território não é um Estado, e reiterou que a Sérvia não renunciará a sua integridade territorial.

EFE |

"Para a Sérvia, 17 de fevereiro é só a data em que foi aprovado um ato contrário ao direito, quando Pristina proclamou de forma ilegal o Kosovo como um Estado", disse Tadic.

O presidente ressaltou que a Sérvia "continua firmemente determinada a defender seus direitos legítimos, em seu território, pelos meios legais e diplomáticos, e não pela força".

"A Sérvia nunca reconhecerá a independência do Kosovo", disse Tadic, que lembrou a iniciativa de seu país, apoiada em outubro passado por uma maioria na ONU, para que a Corte Internacional de Justiça (CIJ) se pronuncie sobre a legalidade da independência unilateral desse território povoado majoritariamente por albaneses.

A autoproclamada independência do Kosovo foi reconhecida até agora por 54 países, entre eles Estados Unidos e 22 países da União Europeia (UE), mas não pela Rússia nem China.

Tadic também disse que o Kosovo é o assunto mais importante e mais delicado não só da Sérvia, mas "também da segurança e da política regional e europeia". EFE Sn/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG