Sérvia não entrará na UE se não extraditar Karadzic

A União Européia decidiu que não analisará o pedido da Sérvia para se juntar ao bloco até que o ex-líder sérvio da Bósnia Radovan Karadzic seja extraditado para o Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia, em Haia, na Holanda.

BBC Brasil |

Radovan Karadzic foi preso na semana passada em Belgrado, acusado de crimes de guerra e genocídio durante o conflito da Bósnia nos anos 90.

Embaixadores dos países que fazem parte da União Européia se encontraram em Bruxelas nesta terça-feira para discutir o caso da Sérvia e, apesar de terem elogiado a prisão de Karadzic, não chegaram a oferecer ao país nenhuma perspectiva imediata de se juntar ao grupo.

Segundo o correspondente da BBC em Bruxelas Duncan Bartlett, os membros do bloco parecem estar esperando pela extradição e por outros sinais de que a Sérvia está cooperando inteiramente com o tribunal de Haia.

Acredita-se que o ex-líder sérvio possa ser extraditado para Haia ainda nesta semana. Os promotores sérvios esperam que o recurso de apelação de Karadzic contra a decisão de extraditá-lo chegue pelo correio.

Os advogados de Karadzic disseram que ele enviaria o pedido de uma cidade remota da Sérvia para atrasar o processo. A expectativa é de que uma vez que for recebido, o pedido seja rejeitado e Karadzic seja então enviado para Haia.

"Decepção"

O atual governo sérvio defende a entrada do país na União Européia e espera que a prisão de Karadzic convença os atuais membros do bloco de que a Sérvia está comprometida a lidar com os problemas deixados pelos conflitos nos Bálcãs nos anos 90.

A União Européia já disse que a prisão fará com que o processo de entrada da Sérvia ao bloco seja "mais fácil e com menos problemas".

Mas, segundo o correspondente da BBC, a Sérvia ficará provavelmente decepcionada que o encontro desta terça-feira não tenha gerado qualquer progresso imediato.

De acordo com Bartlett, o governo sérvio esperava que a UE oferecesse condições de negócios generosas como um passo em direção à entrada oficial do país ao bloco.

A Sérvia ainda gostaria de fazer um pedido formal para se juntar à União Européia até o final deste ano.

Manifestação

Nacionalistas sérvios devem realizar uma manifestação contra a prisão de Karadzic nesta terça-feira em Belgrado.

Os manifestantes estão chegando à capital de outras partes da Sérvia e também das áreas sérvias da Bósnia.

Segundo a correspondente da BBC em Belgrado Helen Fawkes, para essas pessoas Karadzic é ainda um herói de guerra e há temores de que a manifestação possa acabar em violência.

Pequenas demonstrações têm sido realizadas em Belgrado desde a prisão de Karadzic. Em algumas ocasiões, manifestantes entraram em choque com a polícia e atacaram jornalistas.

Mas os organizadores prometem que a manifestação desta terça será pacífica e afirma que cada jornalista receberá dois guarda-costas.

Clique na imagem e veja o infográfico sobre Radovan Karadzic
Imagem mostra Karadzic barbudo para não ser reconhecido

Leia mais sobre: Radovan Karadzic

    Leia tudo sobre: radovan karadzic

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG