Sérvia não aceitará mudanças do acordo com a ONU sobre missão no Kosovo

Belgrado, 14 nov (EFE).- O presidente sérvio, Boris Tadic, declarou hoje que Belgrado não aceitará nenhuma mudança de um acordo com a ONU, que deveria permitir o desdobramento da missão civil européia Eulex nesse território, autoproclamado independente da Sérvia em fevereiro deste ano.

EFE |

Devido à oposição de Pristina a esse acordo, esta semana foi adiada uma sessão do Conselho de Segurança da ONU, na qual o secretário-geral Ban Ki-moon tinha que apresentar um relatório sobre o Kosovo e o reajustamento da presença internacional.

"Espero que os fatores internacionais tenham instrumentos suficientes para convencer Pristina a aceitar essa solução. Tenho certeza que têm tais instrumentos", disse Tadic à agência de notícias sérvia "Beta".

Para Belgrado, a Eulex é aceitável só se se comprometer a ser neutra em relação ao estatuto do Kosovo, que conte com o apoio do Conselho de Segurança da ONU e respeite a Resolução 1.244, e não aplique o plano do ex-mediador Martti Ahtisaari que prevê uma independência tutelada de sua ex-província.

Em caso contrário, a Sérvia bloqueará a aprovação do relatório pelo Conselho de Segurança da ONU com ajuda da Rússia, membro permanente deste órgão.

O reajuste da missão administradora interina da ONU no Kosovo (Unmik), desdobrada desde 1999, foi proposto por Ban Ki-moon em junho passado para a redução do papel da ONU para que a Eulex assuma gradualmente mais responsabilidades em matéria de Polícia, justiça e alfândegas.

A Sérvia considera o Kosovo como parte inalienável de seu território.

A independência kosovar foi reconhecida por meia centena de países, entre eles os EUA e a maioria dos países da União Européia (UE). EFE sn-jk/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG