Sérvia e Kosovo retomam conversas sobre desaparecidos em conflito

Pristina, 21 abr (EFE).- Representantes da Sérvia e do Kosovo se reunirão na quarta-feira pela primeira vez depois que a Pristina declarou sua independência unilateral em 17 de fevereiro, para debater sobre os desaparecidos durante o conflito travado pelas duas nações entre 1998 e 1999.

EFE |

Grupos de trabalho das duas partes se reunirão em Belgrado sob a supervisão da Cruz Vermelha Internacional.

Até o momento, a independência do Kosovo, uma ex-província da Sérvia, foi reconhecida por 37 países, incluindo algumas potências ocidentais. O Governo sérvio, com o apoio da Rússia, considera ilegal a declaração de soberania.

Um dos principais argumentos para apoiar a independência diz respeito ao uso da força feito pelo ex-presidente sérvio Slobodan Milosevic contra a população do Kosovo. Cerca de dois mil kosovares continuam em paradeiro desconhecido.

Prenk Gjetaj, membro da delegação de Pristina na rodada de conversas, disse que é muito importante retomar o diálogo sobre os desaparecidos com a Sérvia.

Gjetaj disse à imprensa local que "dadas as evidências, corpos exumados de valas comuns e enviados à Sérvia, e dos quais alguns foram encontrados, existe a suspeita de que outros possam ser descobertos".

O delegado kosovar disse que seu grupo de trabalho está disposto a colaborar com Belgrado em todos os campos de informação sobre os desaparecidos e afirmou que o encontro será "muito técnico".

O conflito entre Sérvia e Kosovo provocou a morte ou desaparecimento de 20 mil pessoas, até que uma intervenção aérea da Otan acabou com a repressão sérvia aos albano-kosovares. EFE.

am/ev/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG