Sérvia diz que faz de tudo para que Mladic seja detido

Belgrado, 17 nov (EFE).- O representante sérvio para cooperação com a Justiça internacional, Vladimir Vukcevic, assegurou hoje que a Sérvia faz todo possível para que o acusado de crimes de guerra Ratko Mladic seja detido o mais rápido possível.

EFE |

Em uma reunião com o promotor do Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII), Serge Brammertz, o assessor sérvio assegurou que a corte está sempre por dentro das medidas tomadas por Belgrado.

"Brammertz e a Promotoria do TPII têm diariamente conhecimentos de tudo o que fazemos. Sabem que fazemos tudo para terminar o trabalho", indicou Vukcevic à emissora de rádio sérvia "B92".

Brammertz iniciou hoje uma visita de dois dias a Belgrado para avaliar a situação perante a elaboração de um relatório semestral sobre a cooperação da Sérvia, que deveria ser apresentado em dezembro ao Conselho de Segurança da ONU.

A detenção e extradição do ex-líder militar servo-bósnio Ratko Mladic é a condição crucial imposta à Sérvia para progredir rumo a sua entrada na União Européia (UE).

Brammertz manteve hoje reuniões a portas fechadas em Belgrado com os encarregados de um plano de ação governamental para a busca dos foragidos acusados pelo TPII.

Amanhã, deve se reunir com o presidente sérvio, Boris Tadic, o primeiro-ministro, Mirko Cvetkovic, e o chanceler, Vuk Jeremic. EFE sn/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG