Serpente de 5 metros mata criança de 9 anos

Ataque no Zimbábue, país africano, não é registrado com frequência

EFE |

Uma criança de 9 anos morreu esmagada por uma serpente piton africana de cinco metros enquanto cuidava de um rebanho de gado à margem do rio em um povoado no centro do Zimbábue, informa nesta quinta-feira a imprensa local do país.

Ndodana Dladla estava com mais dois irmãos cuidando dos animais da família quando observaram uma piton "que estava quieta", detalha o jornal oficial "Chronicle".

Enquanto Dladla estava observado a serpente, seus irmãos correram para avisar o pai, que chegou ao local e encontrou o animal "enroscado ao redor do corpo do menino, já morto". O homem teve de atingir a cobra com um pau para que esta soltasse o corpo do garoto.

As serpentes píton, que atuam por constrição e não são venenosas, são as únicas serpentes protegidas por lei no Zimbábue e são raros ataques aos humanos.

Por outro lado, no país são registrados muitos casos de morte pela picada de serpentes venenosas.

Nesta época do ano, as serpentes e outras serpentes ainda estão em período ativo no Zimbábue, antes de entrar em hibernação durante o inverno austral.

    Leia tudo sobre: Zimbábueserpente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG