Série de operações contra máfia levam a várias detenções na Itália

Roma, 25 set (EFE).- A Polícia italiana desarticulou hoje o clã mafioso de Tornicchio, pertencente à máfia calabresa da Ndrangheta, com uma operação que permitiu a detenção de onze pessoas, informaram a Efe fontes policiais.

EFE |

A operação policial se desenvolveu desde a noite passada e até primeira hora desta manhã na província italiana de Crotone (sul) em virtude de quatorze ordens de detenção contra membros do clã, próximo por sua vez ao grupo mafioso Giglio.

Três dessas quatorze ordens de detenção pesavam sobre pessoas que se encontram já na prisão, incluídas também em uma operação, chamada "Apocalypse Now", que persegue aos autores de delitos de associação de tipo mafioso, homicídio, extorsões e posse ilegal de armas e drogas.

Segundo a Polícia, os mafiosos extorquiam empresários agrícolas e do setor imobiliário, exigindo dinheiro para poder realizar seus trabalhos e obras.

Também nesta sexta-feira, a Polícia italiana informou da detenção na localidade de Castelvolturno (sul da Itália) do foragido Rosario Bottone, de 43 anos e considerado um dos chefes do clã Puca da Camorra napolitana.

Bottone, que no momento de sua detenção se escondia em um barco de um clube náutico da localidade italiana, era procurado desde junho por extorsão e violação da lei sobre armas da Itália.

Nesta mesma operação foram detidos também Enrico Russo e Vincenzo Pesacane, considerados membros do clã Bidognetti, da Camorra. EFE mcs/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG