Pelo menos quatro pessoas morreram e 70 ficaram feridas em uma série de explosões nesta quarta-feira na cidade indiana de Agartala, capital do Estado de Tripura, no nordeste do país. Segundo a polícia local, pelo menos cinco bombas explodiram quase simultaneamente em mercados movimentados da cidade.

"As lojas estavam cheias de consumidores, já que o grande festival de Durga Puja ocorre dentro de poucos dias", disse o jornalista local Syed Sajjad Ali ao correspondente da BBC em Nova Délhi, Subir Bhaumik. Segundo a polícia, ainda não há suspeitos dos atentados.

As explosões ocorreram dois dias depois de outro atentado a bomba, que deixou pelo menos sete mortos no oeste da Índia.

Nos últimos meses, o país tem sofrido uma série de ataques a bomba em diversas cidades, inclusive na capital, Nova Délhi. Pelo menos 120 pessoas já morreram nesses ataques.

Segundo o correspondente da BBC, o Estado de Tripura tem um histórico de divisões e violência étnica tribal, mas as explosões geralmente têm como alvo forças de segurança, e não civis.

Templo

Também nesta quarta-feira, autoridades indianas confirmaram que o número de mortos em um tumulto em um templo hindu na cidade de Jodhpur, no Estado do Rajastão, no oeste do país, aumentou para mais de 220.

Segundo as autoridades, o número aumentou porque foram incluídas vítimas que morreram nos hospitais após terem sido socorridas.

O governo do Rajastão ordenou uma investigação sobre o episódio, ocorrido na terça-feira.

A imprensa indiana vem criticando a falta de medidas de controle para as multidões que freqüentam os templos do país.

Em agosto, um tumulto em um templo no Estado de Himachal Pradesh deixou mais de 140 mortos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.