Série de assassinatos deixa dezenas de mortos no México

CIUDAD JUÁREZ, México (Reuters) - Supostos assassinos a serviço de traficantes mataram seis pessoas em Ciudad Juárez (norte do México), na terça-feira, no mais recente episódio de uma série de homicídios que fez 41 vítimas fatais na cidade desde o começo do fim de semana, afirmou a polícia. Em ataques diferentes ocorridos antes do amanhecer, homens armados mataram seis pessoas, entre as quais um pai e seu filho, e jogaram os corpos de duas outras vítimas no porta-malas de um carro abandonado, disseram as forças de segurança.

Reuters |

'Eles vieram matar o pai e o filho tentou protegê-lo. Isso lhe custou a vida', afirmou um porta-voz da polícia.

Este é o quarto dia de uma nova onda de assassinatos na cidade que faz fronteira com El Paso (Texas, EUA). Apenas no domingo, 17 pessoas foram mortas.

Os homicídios de terça-feira elevam a cifra total de mortos em Ciudad Juárez para mais de 500 desde o começo do ano, fazendo dessa a cidade mais violenta da guerra do tráfico ocorrida no México, e isso apesar de uma forte presença de soldados e policiais federais ali.

O presidente mexicano, Felipe Calderón, disse na terça-feira que o aumento no número de assassinatos em locais como Ciudad Juárez devia-se ao conflito entre pequenos grupos em torno do controle de fatias cada vez menores do tráfico de drogas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG