A França ocupa uma boa posição entre os postulantes para a construção do Trem de Alta Velocidade (TGV) entre o Rio de Janeiro e São Paulo, projeto que estará definido no fim de outubro, anunciou nesta terça-feira o governador do Rio, Sérgio Cabral, em Paris.

O projeto do TGV entre as duas cidades será definido em outubro pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e o governo estadual prevê que a licitação com um modelo já estabelecido se inicie no final de março de 2009.

Cabral assinalou que o estudo financeiro e econômico para definir o modelo que será adotado já está em curso, e que já está sendo feita a elaboração do traçado da via que permitirá unir as duas cidades em uma hora e meia.

O governador do Estado do Rio destacou a experiência da indústria francesa nesse terreno, mas assinalou que havia outros competidores importantes para esse projeto, como Coréia do Sul, Alemanha, Japão e Itália.

"Nosso interesse pela tecnologia francesa vai desde o queijo até motores para avião e helicópteros", comentou.

Cabral chegou na segunda-feira em Paris, liderando uma delegação de membros do seu governo e de empresários membros da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), com o objetivo de fortalecer as relações entre o Estado do Rio e o governo francês, além de tentar atrair novos investimentos.

O TGV que irá ligar o Rio de Janeiro a São Paulo representa um investimento de quatro bilhões de dólares e está orientado para duas opções de serviço: um trem expresso ou um com quatro estações intermediárias, segundo Cabral.

feff/fb

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.