Seqüestradores libertam navio francês capturado no Delta do Níger

Lagos, 7 jan (EFE).- Um navio francês do grupo de serviços marítimos Bourbon com nove tripulantes, seqüestrado no domingo passado na região petrolífera nigeriana do Delta do Níger, foi libertado pelos seqüestradores, informou hoje à Agência Efe uma fonte dos serviços de segurança em Abuja.

EFE |

"Não temos plena informação sobre o assunto, mas podemos confirmar que o navio foi libertado com seus nove tripulantes - cinco nigerianos, dois ganeses, um camaronês e um indonésio -, que se encontram bem", disse a fonte, que pediu para não ser identificada.

O "Bourbon Leda", que presta serviços às companhias petrolíferas que trabalham na área, foi seqüestrado em frente à localidade de Bonny.

A fonte disse que também não sabia se houve pagamento de resgate pela libertação do navio, caso sobre o qual a Força Conjunta de Intervenção no Delta do Níger, uma unidade especial formada por militares e policiais para agir nessa região petrolífera contra grupos guerrilheiros e de piratas, não ofereceu informação.

Os atos de pirataria e seqüestros de navios na área do Delta do Níger, o ponto principal de produção de petróleo e gás da Nigéria, tornaram-se comuns e são, na maioria, realizados por grupos de criminosos armados. EFE da/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG