Sófia, 30 jul (EFE).- A búlgara Kamelia Boncheva, mulher de um magnata do futebol da Bulgária, foi libertada hoje após permanecer seqüestrada por 20 dias.

O estado de saúde de Kamelia, esposa do ex-presidente do clube de futebol Litex, Ángel Bonchev, é bom, depois que uma patrulha da Polícia a encontrasse nos arredores de Sófia hoje.

Depois, ela foi levada a sua casa, onde disse estar cansada e com dificuldades ficar em pé, segundo confirmaram à Agência Efe fontes do Ministério Interior.

Kamelia foi seqüestrada em 10 de julho enquanto entregava um pagamento de resgate de entre 200 mil e 390 mil euro pela libertação de Ángel Bonchev, seqüestrado desde 22 de maio e libertado também na madrugada de 10 de julho.

Bonchev foi encontrado após 52 dias em cativeiro em estado crítico, com sinais de ter sido torturado. EFE vp/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.