Seqüestradores de avião sudanês pedem combustível à Líbia para voar a Paris

Cairo - Os seqüestradores de um avião sudanês com 95 pessoas a bordo exigiram às autoridades líbias que lhes forneçam combustível para voar a Paris, informou hoje a emissora Al Jazira.

EFE |

    A "Al Jazira", com sede no Catar, não informou outros detalhes, mas especificou que o avião continua no aeroporto de Kufra, no sudeste da Líbia, depois que dois seqüestradores o desviassem ontem da rota que cobria entre Cartum e Nyala, capital do sul de Darfur.

    O avião, um Boeing 737 propriedade da companhia sudanesa "Sun Air" que transportava 87 passageiros, foi obrigado a aterrissar em Kufra pelos seqüestradores, que usam armas brancas.

    A Autoridade de Aviação Civil sudanesa informou em comunicado divulgado pela televisão pública local que a aeronave decolou por volta das 17h30 local (12h30 de Brasília) de ontem, e que meia hora depois o piloto foi obrigado a desviar sua rota.

    O Movimento de Libertação do Sudão (MLS), um dos dois principais grupos rebeldes em Darfur, negou à "Al Jazira" qualquer ligação com o seqüestro, e o descreveu como uma "ação imoral".

      Leia tudo sobre: aviãoseqüestro

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG