CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O sequestrador de um avião de passageiros tomado nesta quarta-feira no México nasceu na Bolívia e disse estar em uma missão divina, afirmou o ministro da Segurança mexicano, Genaro Garcia Luna, em uma entrevista coletiva. O sequestro do voo da Aeroméxico que ia de Cancun à Cidade do México terminou rapidamente depois que o avião pousou no aeroporto internacional da capital mexicana, seu destino original, e que a tripulação e todos os passageiros deixaram a aeronave ilesos.

Nove pessoas foram detidas no aeroporto, mas a polícia disse que só havia um sequestrador. As outras eram, aparentemente, passageiros envolvidos na confusão.

(Reportagem de Anahi Rama)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.