Separatistas muçulmanos decapitam casal budista na Tailândia

Bangcoc, 22 fev (EFE).- Terroristas islâmicos mataram a tiros e decapitaram um casal budista de meia idade no sul da Tailândia, onde um conflito separatista já custou a vida de 3.

EFE |

300 pessoas desde 2004, informou hoje a Polícia local.

O casal foi atacado ao amanhecer (pelo horário local), próximo a uma plantação de borracha na província de Yala, e um policial ficou ferido quando tentou socorrê-lo.

Há dois dias, dois soldados também foram decapitados, uma prática habitual dos separatistas para intimidar os budistas.

Os ataques com armas leves, assassinatos e atentados a bomba ocorrem diariamente nas três províncias de maioria muçulmana de Narathiwat, Pattani e Yala, apesar do trabalho de 31 mil policiais e da declaração do estado de exceção. EFE grc/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG