Separatistas matam 2 soldados nas Filipinas

Manila, 30 mar (EFE).- Dois soldados do Exército filipino foram mortos por terroristas da Frente Moura de Libertação Islâmica em Cotabato, na ilha de Mindanao, no sul das Filipinas.

EFE |

Eles foram durante um tiroteio entre o batalhão de infantaria número 11 e uma dezena de milicianos na manhã de ontem nos arredores da cidade de Alamada.

As autoridades desconhecem se aconteceu alguma vítima entre os membros da guerrilha muçulmana.

Este tiroteio aconteceu após a morte de 27 pessoas em confrontos registrados nos últimos dias em torno do povoado de Mamasapano, na província de Maguindanao, também em Mindanao.

Os ataques nesta região a 900 quilômetros ao sudeste de Manila começaram na quinta-feira, um dia antes da visita da presidente filipina, Gloria Macapagal Arroyo, para inspecionar projetos de infraestrutura, evento que concluiu sem incidentes.

Fundada em 1984, o FMLI é a maior organização separatista das Filipinas com mais de 12 mil integrantes.

Quase quatro décadas de conflito étnico, religioso e tribal já mataram 120 mil pessoas em uma das áreas mais pobres do arquipélago.

EFE mgs/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG