Sentença do ex-presidente Alberto Fujimori sai nesta terça-feira

O veredicto do julgamento por violação dos direitos humanos do ex-presidente peruano Alberto Fujimori sairá nesta terça-feira e as autoridades estão atentas para a possibilidade de distúrbios de seus partidários no caso de uma condenação.

AFP |

Fujimori, de 70 anos, afirma em sua defesa que o Ministério Público jamais conseguiu provar que ele foi o autor intelectual da matança de Barrios Altos, em 1991 -que deixou 15 mortos- e da Universidade La Cantuta, em 1992, que deixou 10 mortos, motivo da acusação.

O ex-presidente considera que as acusações contra ele são fruto do "ódio e da vingança", acusando de "má fé" os promotores José Peláez, titular, e Avelino Guillén, promotor adjunto.

Fujimori afirma ainda que o Ministério Público montou "uma confusão jurídica como um Frankenstein", e "não apresenta nem uma prova, nem um indício" de seu envolvimento nesses fatos.

O ex-presidente também é acusado pelo sequestro do jornalista Gustavo Gorriti e do empresário Samuel Dyer.

Por estes crimes, o promotor pediu 30 anos de prisão para o réu.

jlv/ljc/sd/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG