Sendero Luminoso assume autoria de ataque contra militares

Lima, 14 abr (EFE).- O grupo armado Sendero Luminoso reivindicou a autoria do ataque a duas patrulhas do Exército, ocorrido na última quinta-feira e que resultou na morte de 14 pessoas, segundo a imprensa peruana.

EFE |

O chefe do grupo na zona do vale dos rios Apurímac e Jan, Victor Quispe Palomino, conhecido como "Camarada José", procurou o diário "Jornada", da região de Ayacucho, segundo informou a edição digital da publicação.

"O Exército revolucionário de operários, camponeses e estudantes, de resistência nacional anti-imperialista, fez uma emboscada a duas patrulhas militares", disse o líder.

"As operações são para feitas para surpreender. Aproveitamos que os soldados estão em movimento e criamos planos de emboscadas, assaltos e ataques", acrescentou.

O chefe do Sendero Luminoso, no entanto, garantiu que não atacará nenhuma ONG ou empresa multinacional.

"Atacaremos as Forças Armadas, policiais e todos os que estão com eles nessa chamada luta contra o terrorismo e o narcotráfico", disse.

O diário explicou que Camarada José entrou em contato com sua redação pelo telefone, como já teria feito em outras oportunidades.

Desta forma, não seria possível garantir a veracidade de sua identidade. EFE mmr/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG