Senadores franceses aplaudem de pé Ingrid Betancourt

A ex-refém franco-colombiana Ingrid Betancourt recebeu uma vibrante homenagem nesta terça-feira no Senado francês, com uma longa ovação de pé por parte dos parlamentares.

AFP |

O presidente do Senado, Christian Poncelet (UMP, direita) expressou a "alegria" de seus colegas em receber sua "compatriota", "que finalmente voltou à luz após anos de uma detenção inaceitável e de um sofrimento intolerável".

Ele elogiou "o movimento de solidariedade na França" para com Ingrid Betancourt, libertada em 2 de julho depois de mais de seis anos de cativeiro na selva colombiana. Poncelet também mencionou a "força de vontade excepcional" e a "coragem" da ex-refém.

Pálida e magra, Ingrid Betancourt agradeceu aos senadores com uma voz fatigada.

"É extraordinário, mas não consigo me esquecer das pessoas que ainda estão lá", declarou a ex-senadora colombiana à AFP.

Na quarta-feira, Ingrid deve pronunciar um discurso diante dos deputados franceses. Ela deverá em seguida passar o fim de semana com seus filhos na cidade de peregrinação de Lourdes, no sudoeste da França.

Ela ainda especificou que deverá se encontrar com o Papa Bento XVI "na primeira semana de agosto".

"Gostaria de conversar sobre teologia com ele. Há muitas coisas que quero que ele me explique", declarou Ingrid em entrevista concedida ao jornal francês La Vie e que será publicada na quinta-feira.

"Por exemplo, porque a Igreja católica se dá o direito de excomungar pessoas, se Jesus nunca excomungou ninguém? Pensei muito nisso quando estava em cativeiro. Me sinto católica, mas muitas coisas me perturbam nessa religião", afirmou.

Ingrid Betancourt foi convidada para a cerimônia de 14 de julho na França, durante a qual o presidente francês, Nicolas Sarkozy, deve lhe entregar a legião de honra.

szb/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG