Senadores dos EUA pedem sanções por atentado frustrado

Dois influentes senadores americanos pediram neste domingo que sejam punidos os diretores de inteligência que falharam em prevenir o atentado frustrado contra um avião da Northwest Airlines no dia do Natal.

AFP |

"Alguém ter que ser responsabilizado", declarou o senador republicano John McCain, candidato à última eleição presidencial americana, à rede CNN.

"Se erros humanos foram cometidos, acho que os responsáveis por estes erros têm de ser punidos, para que isso não aconteça nunca mais", concordou o senador independente Joe Lieberman, que preside a comissão da segurança interna e dos assuntos governamentais do Senado.

McCain e Lieberman estão atualmente no Oriente Médio.

"Acho que algumas pessoas terão de prestar contas sobre estes erros que, como admitiu o presidente Barack Obama, permitiram ao nigeriano entrar no avião com uma bomba", acrescentou Lieberman.

No dia 25 de dezembro, Umar Faruk Abdulmutallab, um nigeriano de 23 anos, tentou explodir um avião da Northwest que fazia a ligação entre Amsterdã e Detroit (norte dos EUA) com 290 pessoas a bordo. Ele foi neutralizado por passageiros antes de ser isolado pela tripulação.

As falhas da inteligência americana, que fora avisada pelo próprio pai do suspeito de que ele podia constituir um perigo, levaram Obama a ordenar uma ampla reforça destes serviços.

O presidente chamou para si a responsabilidade dos erros cometidos.

"Como presidente, tenho a responsabilidade de proteger nosso país e nossos compatriotas. Quando o sistema falha, sou responsavél", disse ele na quinta-feira.

sg/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG