voto de solidariedade a presos cubanos - Mundo - iG" /

Senadores aprovam voto de solidariedade a presos cubanos

Brasília, 11 mar (EFE).- A Comissão de Relações Exteriores do Senado aprovou hoje um voto de solidariedade aos presos de consciência cubanos, entre críticas ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva por compará-los a criminosos comuns.

EFE |

A moção pelos presos políticos cubanos foi apresentada pelo senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), que, ao argumentar a proposta, chamou de "deploráveis" as declarações de Lula.

Uma moção similar à aprovada hoje no Senado foi vetada na quarta-feira pela bancada governista na Câmara dos Deputados.

Autor da proposta, o deputado Raúl Jungmann (PPS-PE) decidiu, então, entregar à Presidência uma cópia de uma carta na qual os opositores cubanos pediam ajuda de Lula, às vésperas de uma visita que o presidente fez a Havana em fevereiro passado.

Jungmann afirmou que, ao compará-los com criminosos comuns, Lula nivelou os presos políticos com sequestradores, assassinos e estupradores, e apontou que agora, com a carta entregue, não poderá se eximir de tomar uma posição.

Em fevereiro, Lula indicou que não tinha recebido a solicitação da dissidência que pedia que advogasse, sobretudo, pelo preso político Orlando Zapata Tamayo, que morreu após uma prolongada greve de fome um dia antes da chegada do presidente à ilha.

O porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach, confirmou hoje que a carta levada por Jungmann foi recebida, mas disse que Lula ainda não a leu.

No entanto, apontou que o Brasil se rege pela não ingerência em assuntos internos de outros países e especificou que "será esse mesmo princípio" que guiará a reação do presidente Lula "também nesse caso".

Baumbach explicou que a carta seguirá "o trâmite normal" e o próprio presidente decidirá se responderá ou não. EFE ed/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG