Senadores americanos ameaçam impedir venda de armas à Arábia Saudita

Um grupo de senadores democratas ameaçou nesta terça-feira bloquear um acordo de venda de armas à Arábia Saudita, se este país não aumentar sua produção de petróleo e não contribuir, assim, para fazer baixar os preços do combustível.

AFP |

Os senadores apresentaram a moção num momento em que o presidente George W. Bush se prepara para viajar esta semana à Arábia Saudita, principalmente para pedir a seu aliado que tente conter a disparada dos preços do petróleo.

"Dizemos aos sauditas: se vocês não nos ajudarem, porque deveríamos ajudar vocês?", declarou o senador democrata Chuck Schumer.

"Precisamos conter rapidamente (essa disparada dos preços). Vocês precisam das nossas armas, mas nós precisamos que vocês cooperem, e não estrangulem os consumidores americanos", acrescentou.

A resolução, que deve ser submetida em breve ao voto do Senado, proibiria importantes vendas de armas à Arábia Saudita, a menos que o país aumente sua produção de petróleo em um milhão de barris por dia.

Apesar das boas relações entre Washington e Riad, Bush não teve sucesso quando pediu ao rei Abdullah um aumento da produção durante uma viagem ao país árabe, em janeiro passado.

O presidente americano deve se encontrar novamente com o monarca saudita no dia 16 de maio.

col/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG