Senadora colombiana busca contato com as Farc para libertar reféns

Bogotá, 28 dez (EFE).- A senadora colombiana Piedad Córdoba, a quem as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) pediram que liderasse a recepção de seis reféns que libertarão de forma unilateral, disse hoje que buscará novos contatos com a guerrilha pela internet para definir seu retorno.

EFE |

"Espero ter algum outro contato pela internet com as Farc para saber quais são as condições de modo, tempo e lugar" da operação de libertação, disse hoje Córdoba à "Caracol Radio".

As farc anunciaram que entregariam de maneira unilateral seis reféns a Córdoba, entre eles o ex-governador do departamento de Meta, Alan Jara, refém da guerrilha desde 15 de julho de 2001.

Também será solto Sigifredo López, em poder das Farc desde abril de 2002, e quatro integrantes da polícia, cujas identidades não foram reveladas pela guerrilha colombiana.

Córdoba disse também que buscará uma "aproximação com o Governo depois de 4 de janeiro".

O Governo do presidente Álvaro Uribe anunciou esta semana que a pessoa que se reunirá com a senadora será o alto comissário para a Paz, Luis Carlos Restrepo, que não se aceitará participação internacional no processo de libertação e que as garantias serão levadas através do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV).

Os seis reféns que serão libertados integram a relação de 28 seqüestrados chamados "passíveis de troca", que a guerrilha busca trocar por 500 rebeldes presos.

rrm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG