Senador Ted Kennedy passa bem após convulsão, diz médico

WASHINGTON (Reuters) - O senador democrata Edward Kennedy sofreu uma convulsão, nesta terça-feira, durante o almoço da posse de Barack Obama como presidente dos Estados Unidos, mas está acordado e passando bem, informou o gabinete do senador. O senador Edward Kennedy sofreu uma convulsão hoje enquanto participava de um almoço para o presidente Barack Obama no Capitólio, disse o médico Edward Aulisi, diretor de neurologia do Washington Hospital Center, em comunicado divulgado pelo gabinete do senador.

Reuters |

"Após exames, nós acreditamos que o incidente foi provocado por uma simples fadiga", acrescentou o médico. "O senador Kennedy está acordado, falando com a família e amigos, e sentindo-se bem. Ele está em observação e receberá alta pela manhã."

Kennedy, de 76 anos, luta contra um câncer no cérebro.

O senador sofreu um derrame em maio do ano passado e teve detectado um tumor maligno no cérebro, que precisou de cirurgia. A doença fez com que ele perdesse grande parte do restante do ano no Congresso, mas retornou ao Senado este ano, determinado a ajudar Obama a passar uma legislação para ampliar o serviço de saúde.

Em discurso no almoço realizado pouco depois de prestar juramento, o presidente Barack Obama disse que suas orações estavam com o senador e sua família.

O mal-estar de um dos mais respeitados membros do Senado fragilizou as celebrações, mas em um hora Obama estava liderando o desfile para a Casa Branca, enquanto o Senado confirmava algumas nomeações para o seu gabinete.

Kennedy é irmão do ex-presidente John F. Kennedy e um dos senadores mais respeitados do Partido Democrata.

Redes de tevê informaram que as convulsões de Kennedy começaram depois de outro senador, o democrata Robert Byrd, de 91 anos, também ter sofrido um mal-estar.

Byrd teve que ser retirado da sala, mas mais tarde seu gabinete informou que ele já passava bem.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG