sem perigo imediato - Mundo - iG" /

Senador Ted Kennedy continua internado, mas sem perigo imediato

O influente senador democrata americano Edward Ted Kennedy foi internado de urgência, neste sábado, após passar mal, mas seu médico informou que ele está consciente e não corre perigo imediato.

AFP |

O patriarca do clã Kennedy, de 76 anos, passou mal, quando estava na residência da família em Hyannis (Cape Cod, Massachusetts), sendo rapidamente internado em um hospital local, antes de ser transferido de helicóptero para o Hospital Geral de Massachussetts, em Boston (nordeste dos EUA).

Seu médico disse que os exames preliminares detectaram que o senador não teve derrame cerebral e que não corre "perigo imediato". Ted Kennedy será submetido a mais avaliações nos próximos dois dias para determinar a causa de seu ataque.

"Ele está descansando, confortavelmente, e vendo o jogo (de beisebol)" de sábado à noite, declarou, em um comunicado, o médico Larry Ronan, do Hospital Geral de Massachusetts.

Kennedy é o último irmão vivo do ex-presidente John Kennedy, assassinado em 22 de novembro de 1963. Outro de seus irmãos, o senador Robert Kennedy, foi assassinado em 5 de junho de 1968, quando fazia campanha para a eleição presidencial.

O jornal "Boston Globe" divulgou, mais cedo, que Ted Kennedy sofreu um ataque, quando estava em casa, e que teve outro no helicóptero que o levava para o hospital.

O "Cape Cod Times" informou que o senador estava consciente, quando as equipes de emergência chegaram a sua casa. Uma foto no site do jornal mostra quando Ted era levado de maca para o helicóptero, cerca de duas horas depois.

Ted Kennedy, que ainda tem forte influência no Partido Democrata e no Congresso, é um crítico feroz do presidente George W. Bush e apóia o pré-candidato Barack Obama. "Estive em contato com a família. Obviamente, estão em nossos pensamentos e orações", declarou Obama, ao ser informado da situação de Kennedy.

"Ted Kennedy é um gigante da história da política americana", frisou Obama, acrescentando que "(Kennedy) fez mais pelo sistema de saúde pública do que qualquer um jamais fez na história (americana), de modo que vamos continuar torcendo e insisto em ser otimista sobre como vai evoluir".

Eleito senador pela primeira vez em 1962, Ted Kennedy ostenta o segundo lugar em permanência na Câmara Alta, com 45 anos no exercício desse cargo, após Robert Byrd, pela Virgínia Ocidental.

O pré-candidato republicano à presidência, John McCain, disse ter ficado "muito aflito ao tomar conhecimento de que o senador Kennedy ficou doente e, como milhões de americanos, Cindy (mulher de McCain) e eu estamos ansiosos por conhecer seu estado".

"O papel do senador Kennedy no Senado americano não pode ser subestimado. É um legislador lendário, e tenho o maior respeito por ele", completou.

Já a senadora e pré-candidata democrata Hillary Clinton declarou que "meus pensamentos e orações estão hoje com o senador Ted Kennedy e sua família. Todos lhe desejamos o melhor e uma pronta recuperação".

mdl-ddl/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG