Senador afegão morre em posto de controle policial

Um senador afegão morreu quando passava por um posto de controle da polícia que tem como objetivo interceptar os milicianos talibãs no norte do país, anunciaram fontes oficiais.

AFP |

Mohamad Yunos, também conhecido como Shirin Agha ou Dear Sir, voltava para casa quando aconteceu o acidente em Puli Khumri, capital da turbulenta provéncia de Baghlan, informou o governador Mohamad Akbar Barikzai.

O senador, que representava Baghlan, não parou no posto de controle instalado pela polícia para preparar uma emboscada aos talibãs.

"Continuaram dirigindo, apesar da ordem da polícia para que parassem, e então os oficiais abriram fogo", afirma um comunicado do ministério do Interior.

"Infelizmente, o senador e seu motorista morreram e uma terceira pessoa que os acompanhava ficou ferida", completa o texto.

O ministério abriu uma investigação.

Nos últimos quatro anos, um senador e 10 deputados afegãos foram mortos em tiroteios ou ataques suicidas, mas o incidente desta quarta-feira foi o primeiro em que a polícia do país matou acidentalmente um senador.

str-wm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG