Praga, 27 nov (EFE).- O Senado da República Tcheca aprovou hoje os acordos sobre a instalação de um radar antimísseis americano em território tcheco, um aparato que Praga quer que faça parte do sistema de defesa da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Também foram aprovadas as condições dos militares e civis que operarão o dito dispositivo de defesa, orientado a neutralizar um ataque de tipo nuclear, químico ou bacteriológico lançado do Oriente Médio ou do Extremo Oriente.

Votaram a favor de ambas as propostas 49 dos 81 legisladores presentes, enquanto 32 se opuseram.

Os acordos precisam agora ser aprovados pela Câmara, onde o Governo Mirek Topolanek está em minoria, e pelo presidente do país, Vaclav Klaus.

Nos acordos adotados pelos senadores está inclusa a obrigação de Washington de proteger a República Tcheca através desse sistema antimísseis, perante um possível ataque com foguetes balísticos. EFE gm/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.