Senado romeno pede nova estratégia de segurança após crise da Geórgia

Bucareste, 28 ago (EFE).- As comissões senatoriais de política externa e de Defesa do Parlamento de Bucareste solicitaram uma mudança na estratégia de segurança nacional da Romênia em função do conflito na região do Mar Negro, após a decisão da Rússia de reconhecer a independência da Ossétia do Sul e da Abkházia.

EFE |

O pedido foi feito pelos membros destas comissões após escutar ontem os relatórios dos ministros da Defesa, Teodor Melescanu, e de Assuntos Exteriores, Lazar Comanescu, sobre a crise na região desencadeada pelo conflito na Geórgia, segundo a agência "Agerpres".

A Romênia teme que em sua fronteira oriental, a Moldávia se transforme em outra zona de crise por cauda do "conflito congelado" com os separatistas da Transnístria, que seria abordado pelo Kremlin com a concessão do estatuto de Estado federal a este enclave entre a Moldávia e a Ucrânia, no qual se encontram bases militares russas.

"A opinião unânime neste momento é de que precisamos repensar a estratégia de segurança da Romênia. As coisas mudaram de modo dramático", declarou o presidente da comissão de política externa do Senado, Mircea Geoana, ex-ministro de Exterior.

O Ministério de Exteriores romeno qualificou de ilegal o reconhecimento da independência da Ossétia do Sul e da Abkházia pela Russa, e opinou que esta decisão pode afetar outras regiões do Mar Negro. EFE av/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG